Ilha Grande – Roteiro de 4 dias – Praia e Vila de Dois Rios – Dia 2

A praia de Dois Rios é onde fica o famoso presídio da Ilha Grande. Esse foi nosso destino no segundo dia de viagem (Veja aqui nosso primeiro dia). Para chegar até lá é preciso pegar a trilha T14, que na verdade é uma estrada que liga a vila de Dois Rios a Abraão. Teoricamente é a única estrada da ilha e tem início bem no centro de Abraão, próximo à igreja de São Sebastião.

Acordamos bem cedo, pois a caminhada seria longa e cansativa, aproximadamente 3 horas. Saímos às 7h para aproveitar bem o dia.

Eu estava um pouco apreensiva a respeito dessa trilha, pois mesmo sabendo que era uma estrada, a maioria dos relatos em blogs que pesquisei dizia que era uma trilha difícil. A dificuldade seria pela distância e não por sucessivos desníveis ou obstáculos naturais. São 14km ida e volta. Metade da trilha é subida e a outra metade é descida.

Só é possível chegar a Dois Rios por trilha. Os passeios de barco que passam por lá oferecem apenas uma vista panorâmica, não existe cais na praia e o mar agitado dificulta que os barcos atraquem. Lá na praia tinha uma placa indicando barco pro Abraão, mas quando nos informamos os barcos só iam até Lopes Mendes e de lá teria que pegar outro barco pra chegar em Abraão.

A estrada é bem larga, tem algumas casas bem no começo ainda próximo a Abraão, mas logo as casas somem e dão lugar a mata. Detalhe para o som dos macacos bugios ao longo de toda a trilha: é assustador! No início achei que eram cachorros latindo, mas uma senhora que conhecemos no camping e nos acompanhou na trilha disse que o barulho era dos bugios na mata. Tivemos a sorte de não encontrar nenhum pelo caminho, há relatos de que eles são um tanto hostis.

dia2_iniciodoisrios_boradescobrir
Vista pra Abraão no mirante da Curva da Morte

Durante nosso trajeto não encontramos ninguém, exceto um ônibus e uma caminhonete que levavam os trabalhadores da Vila de Dois Rios para o Abraão. Esses são uns dos poucos veículos que tem circulação permitida na ilha e nessa estrada. Infelizmente eles não dão carona.

Na estrada para Dois Rios se tem acesso para duas trilhas: a T13, que vai para o Pico do Papagaio fica bem no inicio da estrada, próximo a Abraão; e a T15, que vai para a praia de  Caxadaço, já próximo a Dois Rios. No caminho também há um ponto de parada para banho na Piscina do Soldado, próximo a entrada da T15. Passamos esse atrativo e fomos direto ao nosso destino.

dia2_doisrioscaminho_boradescobrir
Um dos rios que cortam a estrada

Chegando na Vila de Dois Rios é preciso deixar o nome com um guarda antes de seguir para a praia. A vila tem algumas casas, a maioria abandonada, uma igreja e o presídio Cândido Mendes, na verdade uma parte dele. São cerca de 150 moradores, sendo que grande parte são funcionários da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). Caminhamos mais um pouco e logo chegamos à praia. Fizemos o trajeto todo em 2 horas, um tempo muito bom para quem está fora de forma. Mas fomos num ritmo acelerado, recomendo ir com calma, pois sentimos todos os efeitos dessa “loucura” no dia seguinte (o que era tudo o que não queríamos).

dia2_doisriosigreja_boradescobrir
Igreja em Dois Rios
dia2_casadoisrios_boradescobrir
Uma das casas abandonadas

Voltando a praia: paradisíaca! Estava praticamente deserta. Fomos caminhando para o lado esquerdo, onde deságua um dos rios. Aliás, o nome da vila se deve aos dois rios que deságuam nos dois cantos da praia.

dia2_chegadadoisrios_boradescobrir
Praia deserta!

Não aproveitei muito da praia, gostei mais de ficar no rio. Águas transparentes, areias finas e cardumes de peixe passando toda hora. É preciso estar atento, pois apesar de muitas partes rasas, algumas partes tem buracos.

dia2_mardoisrios_boradescobrir

dia2_riodoisrios_boradescobrir
Rio no canto esquerdo da praia

Caminhamos a praia toda, agora indo em direção ao outro rio, no lado direito. Achei esse pedaço mais bonito e mais selvagem. Nesse ponto o rio não estava encontrando o mar, acredito que seja pela maré estar baixa.

A praia não tem quiosques e nem ambulantes, então é necessário levar comida e bastante água. Na vila tem uns dois restaurantes de comida caseira com prato feito. As refeições custam em torno de R$25.

dia2_rioodoisrios_boradescobrir
Rio no canto direito da praia

dia2_doisriosparaiso_boradescobrir

O tempo passou muito rápido e já era hora de voltar para a trilha. Não é possível pernoitar em Dois Rios, não existem pousadas ou camping por lá. Antes de ir embora passamos no que restou do antigo presídio, que hoje abriga o Museu do Cárcere, inaugurado em 2010. O museu, administrado pela UERJ, conta a história do antigo Instituto Penal Cândido Mendes, que abrigou presos políticos na época da ditadura militar. Roupas que os presidiários usavam, armas da época e parte do mobiliário original são algumas das peças em exposição. É bem interessante, vale a visita.

dia2_presidiodoisrios_boradescobrir
Antigo presídio Cândido Mendes

De volta a trilha para o Abraão percorremos o trecho num ritmo corrido novamente. A senhora que estava nos acompanhando ficou com medo de pegar a trilha a noite e por conta disso fizemos o percurso muito rápido, seguindo o ritmo dela.

Chegando em Abraão decidimos comer por lá mesmo ao invés de cozinhar no camping, já que estávamos exaustos. Foi o único dia que almoçamos fora. Encontramos um self-service sem balança a R$16,99, na rua Getúlio Vargas, próximo a Igreja de São Sebastião e ao início da estrada pra Dois Rios. A comida era boa, valeu a pena.

Saldo dessa aventura: pernas doloridas. Ainda assim tivemos pique para tomar uma caipirinha na vila de noite.

Trilha: T14 – Dois Rios

Nível: pesada – sem obstáculos naturais, porém extensa.

Distância: 7km ida

O que levar: água, lanche (há alguns restaurantes na vila, mas na praia não tem bares nem lanchonete), repelente, protetor solar, tênis, lanterna (caso escureça ainda na trilha) e roupas confortáveis.

Dica: saia bem cedo  pra fazer a trilha num ritmo tranquilo e  aproveitar o dia na praia.

É possível fazer o trecho de bicicleta, que pode ser alugada no Abraão.

Pegue a trilha de volta no máximo até 15h, para não ter que percorrer parte dela no escuro.

 

 

Facebook Comments

9 Comments on “Ilha Grande – Roteiro de 4 dias – Praia e Vila de Dois Rios – Dia 2”

Deixe uma resposta