Ilha Grande – Roteiro de 4 dias – Circuito do Abraão – dia 1

Meu destino de férias esse ano foi Ilha Grande, na cidade de Angra dos Reis, cerca de 2h de viagem do Rio de Janeiro. Apesar de ter ido no mês de julho, conseguimos aproveitar bastante pois fez sol todos os dias.

Como só tínhamos 4 dias, fizemos um planejamento que fosse viável física e financeiramente. Viável fisicamente por que faríamos todos os passeios por trilha, e como estávamos sedentários não poderíamos nos desgastar tanto a ponto de não conseguir fazer todos os passeios. E financeiramente viável por que estávamos com pouco dinheiro e as coisas por lá costumam ser um pouco caras. Fomos com R$250,00 cada um. Valor que cobriu transporte, alimentação e camping.

Nosso roteiro foi:

Dia 1 – Circuito do Abraão

Dia 2Vila de Dois Rios

Dia 3Praia de Lopes Mendes

Dia 4Praia de Palmas

Vou fazer um post só com dicas de como chegar, quando ir e onde ficar.

Circuito do Abraão

A Vila do Abraão é a principal vila da ilha, onde chegam as barcas que vêm do continente e onde se concentram a maioria das hospedagens e restaurantes.

Chegamos por volta das 9:30h, na barca que sai da cidade de Mangaratiba às 8h. É a única barca do dia sentido Mangaratiba x Abraão.

Fomos direto pro camping montar a barraca e descansar um pouco, nossas mochilas estavam bem pesadas.

Saímos depois de almoçar, por volta das 13h pra fazer a trilha T1 que é o circuito do Abraão. É uma trilha pequena e tranquila de 1,9km.

dia1_abraao_boradescobri
Bem vindo!

Esse circuito tem duas partes: a parte de baixo, que passa pela praia e  nas Ruínas do Lazareto e a parte de cima, que passa por mirantes e termina no Poção. As duas partes terminam no Aqueduto.

dia1_trilhaabraao_boradescobrir
Placa indicativa do circuito T1

Escolhemos ir pela parte de baixo. A trilha começa no final da rua principal da vila do Abraão, onde tem o pórtico com a placa do Parque Estadual da Ilha Grande. Toda essa área é de preservação ambiental.

A trilha vai margeando a praia, oferecendo belas vistas da vila e de algumas ilhotas. A trilha é bem sinalizada. Encontramos muita gente caminhando por ela, indo e voltando da praia. Ao longo do caminho tem uns banquinhos e mesa de madeira para quem quiser parar e fazer um lanche.

Após meia hora de caminhada chegamos a Praia Preta, que tem esse nome devido a coloração das suas areias. A praia estava bem movimentada. Por ser próxima a vila, acaba sendo uma boa opção pra quem não quer ir muito longe ou não quer pagar algum passeio de barco.

dia1_riolazareto_boradescobrir
Praia Preta – rio e mar

A praia Preta termina nas ruínas do Lazareto, onde deságua um rio que forma um lago de água doce. O que restou do Lazareto e antigo presídio pode ser visto antes de chegar no mar.

O Lazareto era um hospital de quarentena para imigrantes que funcionou de 1886 a 1913. A partir de 1940 até 1954 passou a abrigar o presídio para presos comuns. Com seu fechamento os presos foram transferidos para o presídio na vila de Dois Rios e as instalações foram demolidas por ordem do então governador Carlos Lacerda.

dia1_lazaretoporta_boradescobrir
Janela do Lazareto
Dia 1- lazareto_boradescobrir
Celas do Lazareto

O que sobrou no local são apenas algumas celas, um muro de pedra que margeia a praia e as ruínas do cais onde atracavam as embarcações.

Caminhando de volta para a trilha é possível ver alguns restos da construção na mata, uma parte de calçamento de pé-de-moleque e palmeiras imperiais ladeando a trilha.

dia1_praiapreta_boradescobrir
Ruínas do Cais do Lazareto

No final do circuito chegamos no Aqueduto, que foi construído em 1893 para abastecer o Lazareto. É possível subir e andar nele, mas é preciso cuidado. O caminho é estreito, cheio de mato e não tem onde segurar direito. Lá em cima você estará a 30m do chão. Não dá pra ver muita coisa, como onde termina o Aqueduto, por exemplo, mas tem uma vista legal. Fui andando só até o meio, onde queria tirar foto. Estava morrendo de medo rs

dia1_aqueduto_boradescobrir
Aqueduto
IMG_9517
Insira uma legenda

De frente para o Aqueduto está o Poção, onde é possível tomar um banho pra se refrescar antes de retomar a trilha.

Continuando por baixo do Aqueduto está a trilha T2, que segue para o Saco do Céu e pra cachoeira da Feiticeira.

Retornamos do Aqueduto mesmo, pois o próximo atrativo era a cachoeira da Feiticeira e como já conhecíamos e estava ficando tarde, achamos por bem voltar.

Trilha: T1 – Circuito do Abraão

Nível: leve – sem obstáculos naturais

Distância: 1,9km

O que levar: água, lanche (o local não possui estrutura de bares e lanchonetes), repelente, protetor solar, tênis e roupas confortáveis.

Dica: dá pra fazer a trilha de bike, na vila tem algumas lojas que alugam.

Facebook Comments

3 Comments on “Ilha Grande – Roteiro de 4 dias – Circuito do Abraão – dia 1”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *