Blocos para curtir o Carnaval no Rio de Janeiro

Pra quem curte Carnaval, a festa já começou! Aqui no Rio de Janeiro desde o início do mês de janeiro diversos blocos já fazem o seus cortejos pela cidade. Na semana passada dei dicas de lugares pra quem quer fugir das festas. Essa semana é a vez de listar os principais bloco pra quem curte a folia de Momo. Tem pra todos os públicos e pra todos os gostos, tocando desde tradicionais marchinhas ao funk. Esta é apenas uma pequena lista, afinal são cerca de 600 blocos desfilando de sexta à quarta-feira de cinzas.

Os primeiros blocos de carnaval surgiram no final do séc. XIX. Os chamados “cordões carnavalescos” levavam esse nome pois os foliões iam caminhando e dançando uns atrás dos outros. Neesse cordão haviam mascarados de todos os tipos: palhaços, reis, índios. No livro a Alma Encantadora das Ruas, de João do Rio, o autor narra como era esse Carnaval no início do séc. XX:

“Os cordões são os núcleos irredutíveis da folia carioca, brotam como um fulgor mais vivo e são antes de tudo bem do povo, bem da terra, bem da alma encantadora e bárbara do Rio.”

Se animou? Então confira os melhores blocos e prepare a fantasia.

Sargento Pimenta

Imagem: Facebook Bloco Sargento Pimenta

O bloco homenageia os Beatles e faz releituras de seus grandes sucessos. Costuma ficar lotar, chegando atrair cerca de 60 mil pessoas. É um bloco parado, que tem sua concentração no Aterro do Flamengo.

Onde: Aterro do Flamengo (entre o MAM e a Marina da Glória)

Melhor forma de chegar: metrô estação Cinelândia

Dia: 12/02 (segunda-feira)

Horário: 10h às 14h

Orquestra Voadora

Imagem: Facebook Orquestra Voadora

Outro bloco tradicional que desfila no Aterro, a Orquestra Voadora também enche bastante e também é bloco parado. O repertório é bem variado: rock, funk, pop e jazz, além de frevo, samba e maracatu.

Onde: Aterro do Flamengo (altura da Praça do Russel)

Melhor forma de chegar: metrô estação Glória

Dia: 13/02 (terça-feira)

Horário: 15h

Simpatia é quase amor

Imagem: Facebook Simpatia é quase amor

Bloco tradicional da zona sul, que foi homenageado com um mural na estação General Osório, onde ocorre sua concentração. Desfila desde 1985, arrastando cerca de 3000mil pessoas pela orla de Ipanema. Além de marchinhas, o bloco também toca sambas autorais, muitas vezes com críticas políticas.

Onde: Praça General Osório, Ipanema (concentração) Rua Teixeira de Melo e Avenida Vieira Souto até a Henrique Dumont (percurso)

Melhor forma de chegar: metrô estação General Osório

Dia: 11/02 (domingo)

Horário: 14h às 20h

Cordão da Bola Preta

Imagem: Flickr Sergio de Araujo Pereira/ Creative Commons

O maior e mais tradicional bloco do Rio de Janeiro e que esse ano completa 100 anos. O Cordão da Bola Preta arrasta cerca de 1,5 milhões de pessoas pelas ruas do Centro do Rio. O bloco foi criado numa época em que cordões de carnavais foram proibidos pela polícia. Entre os destaques do bloco estão a atriz Leandra Leal, que é Porta estandarte, a cantora Maria Rita, que é madrinha e famosa porta-bandeira Selminha Sorriso.

Onde: Rua Primeiro de Março, Centro (concentração)

Melhor forma de chegar: metrô estação Uruguaiana

Dia: 10/02 (sábado)

Horário: 7h

Carmelitas

Imagem: Facebook Bloco das Carmelitas

O bloco surgiu em 1990 de um grupo de amigos que costumava jogar peladas e beber umas cervas. O nome do bloco se deve a uma história de um dos amigos, de que uma freira teria pulado a janela do convento das Carmelitas em Santa Teresa, pra curtir o Carnaval. Com samba enredo próprio o bloco arrasta uma multidão pelas ruas de Santa Teresa.

Onde: Largo do Curvelo (concentração) Saindo do largo do Curvelo, seguindo até altura do Nº200 da Rua Joaquim Murtinho (percurso)

Dia: 09/02 (sexta-feira) e 13/02 (terça-feira)

Horário: 13h (09/02) e 8h (13/02)

Bloco da Favorita

Bloco inspirado no famoso Baile da Favorita arrasta os foliões pelas ruas de Copacabana ao som de funk. Entre as atrações do bloco estão Mc Marcinho, Valeska e Pocahontas.

Onde: Av. Atlântica esquina com Rua Júlio de Castilho (concentração) Av. Atlântica – Da Rua Júlio de Castilho até a Rua Figueiredo de Magalhães (percurso)

Melhor forma de chegar: metrô estação General Osório

Dia: 10/02 (sábado)

Horário: 8h

Toco-xona

Imagem: Facebook Bloco Toco-Xona

O bloco formado por 17 meninas e um menino que é o guitarrista, existe desde 2007. Esse ano o bloco desfila parado no Aterro do Flamengo e vai homenagear a cantora Rita Lee, levantando a bandeira do feminismo e combatendo preconceitos.

Onde: Aterro do Flamengo, altura do Porcão

Melhor forma de chegar: metrô estação Flamengo

Dia: 11/02 (domingo)

São muitos blocos desfilando pela cidade, você pode conferir a programação no link da WikiRio, aqui.

Ah e não custa nada lembrar:

– se beber não dirija

– use camisinha

– Não, é não! Respeita as minas!

Gostou das dicas? Listaria outros? Deixe aqui nos comentários.

*Crédito Imagem Destacada: Desfile do bloco Gigantes da Lira – Flickr Igor Nogueira/Creative Commons

 

Facebook Comments

About Juh Oliveira

Arquiteta, guia de turismo e futura turismológa. Habitante de Baixada Fluminense. Apaixonada por viagem, fotografia e por descobrir novos lugares.

View all posts by Juh Oliveira →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *